Click for Lisbon, Portugal Forecast

segunda-feira, maio 16, 2005

Em Alvito, para além do Castelo...

Na semana passada, tivemos o prazer de experimentar um buffet servido pela Escola Profissional de Alvito. Apesar do local onde decorreu o serviço (espaço multiusos do C. Cultural de Alvito) se encontrar práticamente desprovido de decoração, não ter uma luz muito agradável e não haver qualquer fundo musical (não estávamos na verdade em nenhuma sala normal de restaurante), o buffet foi um prazer. Por duas razões principais: a primeira foi a diversidade de pratos do buffet, aliada à sua qualidade de confecção, a segunda foi o serviço cortez e simpático dos rapazes e raparigas que serão, se continuarem a trabalhar para isso, os bons profissionais de hotelaria do futuro. Destacamos aqui o desempenho profissional do Chefe/Professor Lascas que tão bem orienta aqueles jovens. Percebe-se que alia os conhecimentos adquiridos, ao gosto e ao empenho e sente-se que é uma pessoa "com mundo". Estamos certos que estará à altura de qualquer desafio profissional.
Quanto à confecção, tiramos o chapéu ao Chefe Santos, que tantos anos de dedicação tem oferecido a esta causa. Com a sua ajuda, têm nesta Escola sido formados profissionais que são exímios na sua arte, havendo casos de sucesso de alunos de Alvito nos melhores hotéis (Ritz, Pousadas, etc.).
Destacamos do que foi possível provar (já que mais não cabia no nosso estômago), a salada de couve roxa com canela (que gostinho especial), a salada de couve branca (al dente) com pedacinhos finissímos de toucinho fumado e a sopa de cação com coentros! Com o seu caldo espesso mas deslizante e perdida de amores pelos coentros, esta sopa envolveu-nos de imediato o palato, despertando-o para os sabores que se seguiram. Dos doces não rezou (para nós) a história. Chegou-nos aos ouvidos no entanto, que a maçã reineta assada bem como o leite creme, cumpriram muito bem os propósitos.
Por nós, tínhamos ficado já adocicados pelas uvas da Herdade do Meio. Esta Herdade, situada no concelho de Portel, produz o vinho Outeiro da Águia, que só podia ser divino, ou não fosse o vinho "Rota do Fresco". Suave e com persistência aromática em quantidade e qualidade apreciáveis, é um vinho que se recomenda e que se começa a beber logo com os olhos. (Gostamos particularmente do contra-rótulo em que se vê um pouco de uma pintura a fresco, representando um anjo).
Foi um almoço agradável, portanto. Além do mais, serviu para nos recordar que em Alvito existe uma Escola Profissional com gente muito válida e que deve ser "aproveitada" também no que respeita à imagem do concelho.
Deixamos, entretanto, uma questão: Porque não transformar esta Escola também em restaurante aberto ao público? Conhecemos outros casos em que tal se faz com bastante sucesso, por exemplo, na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril .

5 Comments:

At segunda-feira, maio 16, 2005, Anonymous LG said...

Ao ler este artigo fiquei ainda com mais pena de não ter podido ficar para almoçar, mas outras obrigações impediram-me de ficar. Parabéns pelos artigos que são muito bons e apelam aos sentidos. Sou leitor regular.

 
At terça-feira, maio 17, 2005, Anonymous karlmarx said...

Realmente apetece mesmo ir provar estas iguarias, tão bem descritas que se encontram. Talvez um destes dias passe aí. Pelo menos para aviar um pratinho, dois pratinhos, três pratinhos dos caracóis...
Abraços e beijinhos

 
At quinta-feira, maio 19, 2005, Anonymous Antº. Lascas said...

Para tamanho elogia só posso retribuir com um enorme obrigado. Foi confrontado com este texto, o qual me toca pessoalmente e me satisfaz. Como diz, este foi o resultado do trabalho de uma equipa de gente que sem olhar a esforços se dedica de corpo e alma a uma das mais belas e apreciadas artes. A da gastronomia. Tal como quem faz este blog, para ele/a os meus parabéns.

 
At sexta-feira, maio 20, 2005, Blogger Ludinais said...

Só quem é trabalhador, dedicado e verdadeiro naquilo que faz merece elogios! O António Lascas é certamente merecedor!

 
At terça-feira, maio 24, 2005, Anonymous Miguel Pestana said...

Concerteza que o srº António Lascas é um exímio "general" pois soube ordenar a sua equipa como ninguém. por isso vão os meus parabéns! A CMA vão os meus mais sinceros agradecimentos, pela confiança na equipa da EPA que os serviu com muito gosto! Um abraço deste blogonauta MD_Pestana

 

Enviar um comentário

<< Home