Click for Lisbon, Portugal Forecast

sexta-feira, junho 10, 2005

Fumaças


Fumar ou não fumar that is the question!
Claro que a mensagem deverá ser: tudo o que fazemos devemos fazê-lo tendo em conta os riscos, para os outros, mas também para nós. Mas, a questão não se coloca tanto na perspectiva dos malefícios que o tabaco apresenta (e que todos conhecemos). Trata-se essencialmente da nossa forma de estar na vida, em que a liberdade de cada um deverá ser sempre respeitada.
Existem uma série de exemplos em matéria de comportamentos "perigosos": a má condução nas estradas, a adicção aos vários tipos de "drogas", a alimentação desregrada e mesmo certos comportamentos sociais. Todas estas atitudes, são também elas repletas de malefícios para qualquer cidadão! Porém, todas estas realidades são, de alguma forma, passíveis de desculpabilização.
No que toca ao respeito pelo indivíduo, ao direito à informação/formação e a outros assuntos que dizem respeito à cidadania, consideramos que qualquer um de nós deverá saber conviver de uma forma harmoniosa, considerando que as vontades, as opiniões e os "espaços" devem sempre ser respeitados.
Mas, o principal daquilo que queríamos transmitir é que, uma boa "cigarrada" (seja ela de que origem for), deverá ser concretizada sempre que nos apetece. Como é evidente, nunca de forma compulsiva ou como expressão "do social", nem decorrente de "vaidades" pessoais.
O prazer deve estar, permanentemente, subjacente aos momentos de felicidade de cada um. De uma boa bebida a um prato mais calórico ou a uma outra qualquer "loucura".
Quando estamos felizes, quando queremos celebrar algum acontecimento das nossas vidas, quando queremos erguer um brinde a alguém de quem gostamos, ou "sómente" pelo prazer da degustação e dos sentidos, não devemos permitir que certos fundamentalismos, moralismos e outros "ismos" nos perturbem.
"Esfumacemos" pois, com gosto e prazer. Se assim for... veremos que não mata!
Cubana
Posted by Hello

3 Comments:

At sábado, junho 11, 2005, Anonymous Lumife said...

É sempre um prazer visitar este blog ainda que nem sempre comente. Mas é bom partilhar este espaço. Felicidades.

 
At quarta-feira, junho 15, 2005, Anonymous karlmarx said...

Parece-me sensata, esta opinião da Cubana.
Fumar faz mal. Mata. Ponto final.
Mas cada um pode matar-se como melhor lhe apetecer. Afinal uma cigarrada poderá fazer talvez tão mal como uma chispalhada ou um pacote de pipocas...
O que me parece é que o respeito pelos que estão próximo e não querem ser incomodados com o fumo deve ser sempre pedra de toque do fumador. Quantos não se apanham nos restaurantes, com o cigarro aceso a esfumaçar para o lado, para a comida do pobre que não fuma, sem que os donos dos restaurantes façam o que quer que seja?
Haja saúde!

 
At quinta-feira, junho 16, 2005, Blogger A.João said...

Com gosto e prazer...isso mesmo.
No meu caso fumo apenas naquelas ocasiões em que se acende uma luzinha e penso, é agora!!! Fumar por prazer não por vício.

 

Enviar um comentário

<< Home